03 maio, 2014

Pequenos passos, criando hábitos.

Dietas não funcionam (pelo menos não a longo prazo e sem deixar quem faz, louco) e por aqui eu sempre falo que pequenas mudanças são de grande impacto na saúde, se forem constantes e mantidas pra vida inteira.

Mas quais são essas pequenas mudanças sustentáveis para uma alimentação saudável?


Depende do indivíduo e seus objetivos.



Algumas pessoas não comem bastante vegetais, outras pessoas comem demasiadamente excluindo outros alimentos. Algumas pessoas não comem carboidrato suficiente, outras pessoas comem muito excluindo outros alimentos. Algumas pessoas não comem proteína suficiente, outras pessoas estão tão fixados em proteína que evitam muitos alimentos. Algumas pessoas não comem gordura suficiente, outras pessoas sem saber, comem tanto que acabam superando a quantidade de calorias que necessitam, com freqüência. Algumas pessoas não ingerem calorias suficientes e precisam comer mais e ganhar peso para se tornar mais saudável, outras pessoas estão comendo mais calorias do que precisam. E "o suficiente" varia enormemente entre indivíduos e até mesmo dentro do contexto de vida do indivíduo.


Em geral é uma boa ideia cozinhar mais suas refeições em casa , talvez fazer um pouco de planejamento e adiantar a preparação com antecedência para se comer agradáveis refeições balanceadas e mais convenientes para si mesmo. Experimentar com a sua ingestão de alimentos em geral e / ou ter consciência de porções adequadas é uma boa orientação para a maioria das pessoas.


Então, quando você tem um senso de quais são seus objetivos , você pode começar a implementar pequenas mudanças. Se o seu objetivo é aumentar mais o consumo de proteína, talvez isso signifique acrescentar uma porção de proteína em seu café da manhã . Se o seu objetivo é cozinhar em casa mais vezes, talvez estabelecer uma rotina de cozinhar o jantar em família 2 vezes por semana. Coisas assim. 
Pequenas mudanças que somadas ao longo do tempo vão criando hábitos que sustentam uma vida saudável e equilibrada. 


Aqui na figura eu selecionei 4 hábitos que considero pessoalmente essenciais para saúde e uma vida mais equilibrada: 



1) Beber água. Se manter hidratado é essencial já que boa parte do nosso corpo é constituído de água. Tudo também sem exagero, beber água quando se está com sede e a dica de ouro é dar preferência a ela ao invés de sucos, refris e afins. Quem pratica esportes vai amar esse post aqui com versões naturebas pra substituir seu isotônico >>>[Quem precisa de Gatorade?]

2) Exercícios. Seu corpo foi milimetricamente construído para se movimentar. Sem movimento não há saúde, e PONTO. Tudo vai começar a funcionar melhor quando vc começa a ser mais ativo. Até o humor melhora :)

3) Alimentação equilibrada. E por equilíbrio eu quero dizer moderação e bom senso. 80% de alimentos que suportem seus objetivos e 20% de alimentos que vc ama mas não são tão densos em nutrientes. Tudo lhe é permitido desde que não te faça mal (alergias/intolerância devidamente diagnosticadas pelo seu médico) ou que vc não goste de jeito nenhum. Bom, eu por exemplo fui me adaptando a novos sabores como dos vegetais e verduras que hoje amo, porque antes só me limitava ao picles no sanduba do McDonald's (true story!

4) Dormir bem. Ta aí uma coisa que passa até como normal hoje em dia e meio que vamos nos acostumando: a tal da insônia. Não é normal gente. Se vc não está dormindo bem, tem algo a ser investigado. Seu corpo precisa do descanso restaurativo do sono e vc não funciona bem sem ele. Tem gente que precisa de mais horas, tem gente que precisa de menos, mas a maioria de nós precisa de 8 horas de descanso diários. Faça o que for necessário pra conseguir descansar bem, desligue celular e outros eletrônicos, pouca luz ou total escuridão, vá pra cama mais cedo, mantenha um "ritual" antes de deitar como tomar um banho quente e relaxante, tomar um leite quente, ler um livro, meditação, ou que seja pra se desligar do mundo e ter o seu tempo precioso. Se ainda não estiver conseguindo descansar a mente, investigue os motivos com seu médico. Pode ser um desequilíbrio hormonal, problemas respiratórios, falta de comida (sim! quem come cronicamente menos do que precisa, tem insônia e distúrbios do sono)
 e doenças próprias do sono, entre elas o ronco e a apnéia noturna. 

Por hoje é só. Gostou ? Compartilha ;) Desde já agradeço o carinho e feedback!

Participe do nosso grupo privado no FaceBook: Comendo Sem Culpa
Curta nossa página por lá também: Blog Eu-Goísta
E tem também a @eugoista no Instagram.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Hey, finalmente encontrei um "eco" nesse mundo maluco. Tive uma história muito parecida com a sua e fui salva por sites como Go Kaleo, YourEatopia e Matt Stone (isso e um episódio maluco de hiperfagia que me fez acordar pra vida). Já linkei seu blog no meu (bem tímido ainda, como eu) e pedi pra entrar no grupo do Face. Continuarei acompanhando seus passos. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal te ver já la pelo grupo ^^ #tamojunto!

      Excluir